Pesquisar este blog

sábado, 17 de janeiro de 2009

Ó, dia!

A manhã chegou abafada e calorenta. Atormentado ao despertar naquela sonolência quente, tentou se levantar. Ainda fazia os primeiros lerdos movimentos, ouviu um estalo. O pé da cama se quebrava. Nem deu tempo a nenhum aturdimento. Meio erguido - despencou; a cabeça no rumo da quina do gaveteiro. O abajur caiu de tão bom jeito que quebrou a copa e a lâmpada. E estava escrito que não seria o último de seus tormentos: enquanto catava os cacos cortou os dedos e deu com as costas na mesinha. Eternamente conformado, pensava "hoje vai ser um dia daqueles"..." Foi ao banheiro, abriu a torneira; entupida. Olhou longamente pro espelho, tentou sorrir, "é isso aí", preparando-se para enfrentar os movimentos do resto do dia. Foi à cozinha, agora sim alguma coisa funcionava. Lavou as mãos... Cadê o pano? Enxugou-as no pijama predileto.

[Adhemar - Aracaju, 28/01/1988]

Outro dia...

Me perguntaram onde é que ainda não morei ainda, por causa dos diferentes lugares onde escrevi. Na verdade tive oportunidade de viajar bastante e escrever por onde estive enquanto conhecia o que pude deste imenso rincão. E outros lugares virão... Então, à guisa de resposta devo dizer que - simplesmente - eu moro no mundo!

Adhemar, 17/01/2009.

2 comentários:

busquesantidade disse...

Quando li: Ó dia! Pensei naquele desenho animado, onde a hiena dizia sempre: Ó vida, Ó sorte, Ó azar... kkk ... Quando uma nuvenzinha negra parece pairar sobre nossas cabeças. Rio, mas sei que não tem graça nenhuma, ao contrário é uma desgraceira só. Ó dia, Ó vida... rsss... Abraço. Lourdes Dias.

Adh2bs disse...

Comentário por caurosa — sábado, 17 de janeiro de 2009 (20:50:53)
Meu caro amigo Adhemar, morador do mundo,realmente, o momento é propício para os enamorados. Por acaso, eu e minha mulher, quando caminhamos, estamos sempre de mãos dadas. Além de ser mais romântico, a energia vital flui com mais vigor.Um conselho (e de graça): siga as recomendações de sua cardiologista. É muito importante. E vamos “malhar” para saúde melhorar.
Saúde e paz,
Forte abraço