Pesquisar este blog

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

INSÔNIA

Raramente ficava sem dormir por causa de um problema ou preocupação. De uns anos pra cá, as coisas mudaram. Vez por outra me ocorre de um assunto complicado ou a ser resolvido me deixar rolando de um lado para outro da cama ou ficar sentado na sala a cismar sobre o próprio. Recentemente, acrescentou-se o fato do meu filho mais velho estar fora de casa em seus compromissos; enquanto não ouço o bendito portão e os passos do distinto cidadão pelo quintal... Seja a hora que for. Tudo bem, quando estiver acostumando, será a vez do outro filho e assim por diante. Mas de ontem pra hoje... Precisei ficar pensando pra ratificar uma decisão de um ano atrás: romper um vínculo com o ambiente de trabalho - uma vez que já estou desempregado mesmo (teoricamente a partir de janeiro próximo mas, na prática, a partir de novembro último). Tinha a opção de continuar ajudando nas miudezas enquanto não arranjo outro trampo; mas vou acabar comprometendo o tempo de buscar novidades sem ser realmente efetivo onde já não sou mais necessário. Pesa, em tudo isso, uma amizade de muitos anos; mas nossa mútua compreensão vai fazer ver a ambas as partes que é justamente porisso que temos de seguir nosso destino apartados. Eles, num formato novo para o grupo; eu, numa nova trajetória que começa por libertar o tempo para refinar a busca por um novo e desfiante espaço.

[Adhemar - Santo André, 18/12/2008]

Despertar!

Outro dilema recente acabou por me devolver a paz pra dormir: fui - para mim uma grande surpresa - convidado por meus irmãos para trabalhar com eles e com minha mãe na área administrativa da empresa deles. Precisei de uns dez segundos pra decidir (sou meio lento, mesmo) e agora o dilema é assimilar o trabalho de uma área não totalmente desconhecida para mim mas na qual não tenho prática (ainda!). Desde segunda-feira (12/01) estou imbuído desse aprendizado e, mesmo deixando a arquitetura numa condição paralela, estou naquele estado de satisfação que é - certamente - um dos caminhos para a felicidade... Agora, deixa eu voltar pro trampo senão os meus novos patrões me colocam no rumo da rua!

Adhemar, 15/01/2009.

3 comentários:

Isa disse...

Parabéns e susesso nessa nova empreitada...
Bom te saber arquitetando e construindo novos caminhos...
Que seja iluminado, sempre
Bjs

busquesantidade disse...

Esta coisa de insonia... somos mestres, né mesmo Adhemar? Aqui em casa o que tem este problema séríssimo é o Alfredo, por causa dos filhos, é lógico. Mas justamente por ele se preocupar, eu fico despreocupada. kkkkkkk... Se ele fosse desligado eu me ligaria com certeza. Abraço. Lourdes Dias.

Adh2bs disse...

Comentário por gaby.fernandes — sexta-feira, 16 de janeiro de 2009 (16:06:13)
OI..
Quando estamos felizes com que estamos
fazendo tudo dá certo flui de uma forma
mais leve.
Desejo boa sorte!

Comentário por TATIANA REZENDE — sábado, 17 de janeiro de 2009 (19:53:13)
Boa sorte!

Comentário por Antonio Carlos Sanna — quarta-feira, 21 de janeiro de 2009 (09:25:26)
Putz! Mais um crachá pra fazer…