Pesquisar este blog

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Só no susto

Sabe aquele momento em que a gente procura um confinamento voluntário? Aquele momento tão nosso, importante e necessário?
Como está difícil separar um tempinho pra gente, pra gente ficar sozinho, fazer uma reflexão... Uma reflexão sem interferência, onde a gente exercite a cabeça, o coração, e não a nossa paciência!

Sabe aquele momento em que a gente procura ficar quietinho? Aquele momento tão nosso, de repouso, de ficar quieto no nosso cantinho?
Por que é que está tão difícil? A gente sem tempo não pára, não reflete sem interferência porque alguém solicita uma urgência e, quando a gente percebe, o tempo passou, se cansou de esperar pelo descanso; e volta pra luta o guerreiro, outro momento virá, e não vem, e não vem...

Sabe aquele momento em que de repente morre alguém?!

[Adhemar - Sto. André, 25/08/2008]

2 comentários:

busquesantidade disse...

Sabe aquele momento em que de repente morre alguém?! Sei, muito bem sobre isto. Principalmente quando este alguém sou eu. Rsrsrrs... Quando não nos damos este tempo pra nós, somos nós quem morremos lentamente. Abraço.Lourdes Dias.

Adh2bs disse...

Comentário por shintoni — quinta-feira, 8 de janeiro de 2009 (22:36:13)
Adhemar:
Valeu sua participação no Duelos! Muito bom!
Já está postado.
Bem-vindo e volte sempre!
Um grande abraço!

Comentário por TATIANA REZENDE — sexta-feira, 9 de janeiro de 2009 (16:20:12)
Opa!
Começou bem o ano.
Boa sorte!