domingo, 31 de maio de 2009

COSMO

Filosofar sobre tudo e sobre nada, sobre como é relativa a vida, as atitudes, a banalidade dos seres humanos.Vivemos nos esforçando para fazer coisas inúteis, coisas que alguém vai criticar e vai querer modificar. Quantos encaram o problema de frente quando ele existe?! Quase ninguém. Quantos aparecem para condenar a solução dada por um intimorato desprendido?! Centenas, às vezes milhares de infelizes que antes estavam omissos para não cansar seus curtos braços.
Como diria um ilustre pensador: "o que somos nós diante da infinitude do universo?"
Alargar os horizontes é, antes de tudo, respeitar as diferenças entre as pessoas. É ter uma atitude de compreensão, não necessariamente passiva ou inativa, mas tolerante e solidária. Crescer é reconhecer os próprios defeitos e não tripudiar sobre as limitações alheias. Ser alguém é - sobretudo - agir honradamente sem abusar da própria capacidade mas sem subestimá-la também.
Ser alguém é transitar serenamente nessa intangível divisa entre a própria liberdade e a louca vontade de mandar nos outros!

[Adhemar - São Paulo, 31/05/2006]

Um comentário:

Adh2bs disse...

Importado do blog original:

Comentário por caurosa — domingo, 31 de maio de 2009 (20:10:06)
Meu bom amigo Adhemar, poucos são os homens capazes de reconhecer a sua pequenez diante do universo. A meu ver estes homens são os inteligentes e sensíveis e sempre deixam sua marca, mas, sem fazer disto um objetivo de vida, estes são os grandes e sempre são plenos e felizes.Mais uma vez parabéns por seu inteligente e reflexivo texto.
Muita paz e harmonia para vocês.
Forte abraço
Caurosa

Comentário por TATIANA REZENDE — sábado, 6 de junho de 2009 (17:16:19)
Concordo com tudo, sem tirar uma vírgula.
Beijo,
Tati.