terça-feira, 2 de junho de 2009

Migrações

De saída uma certeza
- beleza desfeita no tempo -
em movimento satisfeita,
perdida por um momento...

E na densa natureza
em mesa posta na frente,
diferente e complicada,
aplicada e presente...

Em revoada na alteza,
realeza abandonada e proscrita
traz escrita em verso e prosa
orgulhosa, abençoada ou maldita?

Na imprevisível surpresa,
na rareza, na abundância,
na importância da altura,
na impostura da distância...

Em idas e vindas, represa,
uma moleza contagiante
diante da viagem de encomenda
da reprimenda inconstante...

No fim - concluída a empresa -
na firmeza da convicção,
da razão de seguir adiante
esse viajante, o coração!

[Adhemar - São Paulo, 17/05/2009]

Um comentário:

Adh2bs disse...

Comentário por Ylago — sexta-feira, 5 de junho de 2009 (13:01:16)
Amigo Adhemar!
A vida é mesmo uma intensa migração, mudanças e mais mudanças. Umas boas, outras ruins. Umas doces, outras amargas…
E das coisas que não conseguimos mudar, elas é quem nos mudam.
Abraço.