Pesquisar este blog

domingo, 12 de julho de 2009

Soneto da ebulição

O espírito ágil e tão leve se eleva,
no enlêvo delicado e sentimento.
Emoção, sublime afeto, luz ou treva,
fragor clamante de sutil momento.

E na matéria limpa em movimento
há um preparar-se para adentrar a selva.
Não rudemente a transpirar ressentimento,
mas livre e solto como o próprio vento leva...

No coração, que ao último gesto se atreva
a afagar a mão do amor no abatimento
e se entregar, oh! Não! Não que não deva;

Mas ser maior na dor, no sofrimento,
enaltecer o dom de resistir e, ferva
o fervor de amar demais, a qualquer tempo!

[Adhemar - São Paulo, 09/08/1988]

Água fria

Estarei sempre a perseguir um soneto bem feito, uma das formas de poesia que mais aprecio; quem me dera ao menos uma vez chegar à perfeição de uma Florbela Espanca, um Camões, um Vinícius... Enquanto isso, bem-feito é pra quem lê...

Adhemar - 12/07/2009.

3 comentários:

... disse...

Pois persiga...
"aquilo que nos cega mostra um outro lado pra moeda.."
Encontre a poesia em você!

finityster disse...

Adhemar,
Gosto demais de suas poesias. São encantadoras e profundas.
Parabéns!
Adir

Adh2bs disse...

Comentário por Ylago — terça-feira, 14 de julho de 2009 (12:57:37)
Olá Adhemar,
Também admiro muito os sonetos. É algo um tanto raro de se encontrar hoje em dia, principalmente em blogs.
Abraço!

Comentário por Manhosa — terça-feira, 14 de julho de 2009 (20:19:37)
Meu Querido Amigo do Coração
O que gosto mesmo e de chegar em um blog e sentir a ebulição dos sentimentos… o batimento acelerado de corações… ou aquele suspiro leve… quando almas se encontram…
Sonetos … poemas… risos… o que me embala são os compassos sonoros entre o envolvimento das letrinhas…
Bem feito é quando transmite o que sente…
… levando o que lê… vivenciar…
Nisto és mestre…
TeAmo
Bjs.

Comentário por TATIANA REZENDE — domingo, 19 de julho de 2009 (10:59:25)
Sempre fui nula na área poética. Admiro quem sabe fazê-la…
Beijos,
Tati.

Comentário por Gaby — terça-feira, 21 de julho de 2009 (15:47:00)
Olá …
Modestia sua é dificil encontrar pessoas
que escreve tão bem uma poesia como você.
e realmente é dificil econtrar blogs como o seu.
Infelismente não sei escrever poesia apenas sou
uma tradutora de meus sentimentos das angustias
e alegrias de uma forma bem simples.
Atè mais, felicidades.