Pesquisar este blog

domingo, 20 de setembro de 2009

DESCOBERTA

Parado no espaço, parado no tempo.
A súbita impressão de um grande envelhecimento,
das coisas em torno, das pessoas,
de certas idéias e de quase todo pensamento.

Parado no acaso e no acontecimento,
esperando o desenlace - surpresa -
aguardando um certo momento...
Blefando ou botando as cartas na mesa.

Parado no prazo do esquecimento,
as coisas se desmanchando, sumindo.
Passado o prazo de vencimento
de certas idéias, o pensamento vai indo...

Parado num hiato, um descanso.
Parado num ar - respirando -
vivendo para reconstrução, um espanto,
renovação, "re-movimento"...

[Adhemar - São Paulo, 27/08/2009]

Um comentário:

Adh2bs disse...

Comment by NBS — Tuesday, 22 de September de 2009 (16:44:55)
Falta muito ainda para pensar no "prazo de validade", mas gostei do que escreveu e da forma como colocou o pensamento. (talvez o meu prazo de validade esteja o fim). um beijo NBS