quinta-feira, 29 de outubro de 2009

MAIS DE MIL


Ela vai, passa de leve, flutuando,
enquanto mil pares de olhos acompanham.
Conforme o movimento do oceano,
o corpo leve e solto vai andando.

Cabelos... Ah, cabelos! Vão balançando
em suave concorrência com o vento;
e vão tão soltos e vão leves tão sem tempo,
mil corações sobressaltados açoitando.

Volta zangada, mil cabeças vão virando;
sem importar-se, passo a passo, decidida,
já que é vaidosa e a paquera - inoportuna!

Sua conquista em mil cérebros é a fortuna
e ela não liga, nem dá bola pra torcida;
deixa pra trás mil diafragmas suspirando...

P/ K.
[Adhemar - São Paulo, 01/10/1987]

Um comentário:

Adh2bs disse...

Comentário por Tatiana — sábado, 31 de outubro de 2009 (11:49:41)
Mata o véio (ou veio, como quer os xiitas da ortografia)!