Pesquisar este blog

domingo, 3 de janeiro de 2010

NOITES

.
Alma aflita -
reflita.

Alma irmã -
sã.

Alma, reflexo da lua,
nua,
reverso do espelho -
vermelho.

Alma iluminada -
tratada.

Filosófica definição de interior,
superior.

Alma descansada -
sentada.

Alma curiosa -
laboriosa.

Alma.
Espírito das madrugadas -
calma.

Espírito das luzes,
das trevas,
da transparência,
das névoas...

Alma esperançosa,
vitoriosa.

Alma manhã -
prateada,
aurora anunciada.

Pólo do sentimento,
das atitudes...
Depositária fiel das virtudes.

Alma religião.
Mão.

Diáspora sim/não,
tola fraqueza,
sábia decisão.

Alma preocupada?
Calada.

Alma,
serena e eterna.

[Adhemar - São Paulo, 30/07/2000]

6 comentários:

Lilly disse...

Lindo Poema! Aproveito para agradecer seu comentário e o carinho p/ com o humilde Espaço da Palavra. E, claro, desejar-lhe um Feliz 2010, com mta saúde, paz, sucesso e dinheiro também! Abraços!

Lumenamena disse...

Lindíssimo poema.

O teu espaço é para sentir, reflectir, intervir, e deixar-se ligar à alma.

Continuação de Bom Ano 2010.

Abraços,
Lumena

Cacá disse...

Não vejo melhor momento para entrar na alma que não a madrugada. Que viagem linda! Amei o poema. abraço. Paz e bem.

Angélica Lins disse...

Um feliz 2010 para você também.
Lindo espaço este aqui. Parabéns!
Um abraço Alagoano.

busquesantidade disse...

Como é bom ler coisas tao sublimes sobre nossas almas. Ler a alma é algo tao difícil, porém tao necessário. Ler nossa alma e a dos irmaos é algo tao complexo, porém quando conseguimos isto, acontece em nós coisas maravilhosas. Forte abraco fraterno. Lourdes Dias. E escreva muito.Obrigada pelo dom de sua vida.

Adh2bs disse...

Comentário por Tatiana — segunda-feira, 4 de janeiro de 2010 (22:29:10)
Acho que sua alma tá preocupada…
Bjs,
Tati.