Pesquisar este blog

segunda-feira, 29 de março de 2010

AMORE MIO


Querida,

Se perdoas ou relevas meu mau jeito
apesar de um tanto quanto desvairado
sabes que estás no mais fundo do meu peito,
pro nosso amor é que eu vivo orientado.

Saibas que o tempo só fez crescer o sentimento
de união, de ir em frente o que nos une.
São tantas coisas de um vasto sortimento
que a umas raspas de rancor está imune.

Então olho pra trás, olho pra frente
e te vejo em permanente devoção.
A teus pés sou apenas um vivente
dependente de te levar no coração...

P/ SM
[Adhemar - São Paulo, 26/09/09]

5 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Adhemar
Bela e ardente declaração de amor. É isso aí, o amor é tudo de bom.
Um abraço

LUmeNA disse...

Belìssima e apaixonante essência.
O Amor floresce em sentimento vivo de corações existenciais.

Abraços,
LUmrNA

C@urosa disse...

Meu caro amigo Adhemar, poesia sensível e agradável, o amor sempre prevalece, parabéns.

Paz e harmonia em sua vida,

forte abraço

C@urosa

Cacau Loureiro disse...

Olá, este é belíssimo, queria eu fazer um soneto assim, não é o meu talento "sonetos" risos, estou feliz por fazer parte, beijos!!!

Adh2bs disse...

Comentários feitos no outro blog:

Comentário por Selma Barcellos — terça-feira, 30 de março de 2010 (23:35:16)
Declaração de amor das que se leva vida afora, ainda que aquele amor se torne finito. Lindo, lindo!
Beijocas!!!

Comentário por jose claudio Cacá — quarta-feira, 31 de março de 2010 (03:52:05)
Que linda e suplicante declaração de amor! Abraços. Paz e bem.