Pesquisar este blog

sexta-feira, 2 de abril de 2010

TRAPEZOIDAIS


Como se fosse saltar no escuro
vendo meus olhos.
Para além de onde a imaginação alcança.
Para além de onde ninguém senta
e nem se cansa.

Como num circo,
tal qual o espaço entre as estrelas
e mil caminhos escolhidos.
Como um artista revestido
de alegria e brilho;
como um farsante,
um esmoler faminto e maltrapilho.

Como se fosse atravessar a ponte
de poucas cordas e muitas incertezas
sobre o abismo;
como um viajante em qualquer parte de mundo,
por turismo.

Um escultor, um poeta, um delirante,
fazendo das palavras uma venda;
e, como se fosse saltar no escuro,
vendo meus olhos,
ou alugo ou vou olhando.

[Adhemar - Santo André, 04/11/2008]

Trapizongas...

Agora baixou-me a dúvida se ficou clara a intenção de brincar com os verbos 'vendar' e 'vender' no último trecho do texto... Prefiro não explicar porque não entendi!

Aproveito a deixa para falar um instante d'Aquele que esteve entre nós para ensinar e dar exemplos; seja qual for o sentido que o Cristo tenha para cada religião ou cultura, não há a menor dúvida de que foi um ser extraordinário de sabedoria e bem-aventurança. Feliz Páscoa a todos, que ela seja rica de significados e de renovação da fé de cada um.

Adhemar, 02/04/2010.

2 comentários:

LUmeNA disse...

Autêntico trapézio!

"Um escultor, um poeta, um delirante,
fazendo das palavras uma venda;
e, como se fosse saltar no escuro,
vendo meus olhos,
ou alugo ou vou olhando."

Está perfeitamente clara a intenção de brincar com os verbos "vendar" e "vender".

"...fazendo das palavras uma venda;..."
Cegando as palavras, ou obscurecendo as palavras, o poeta inspira-se pela visão interior.

"...e, como se fosse saltar no escuro,
vendo meus olhos,..."
Com a visão interior não precisa dos olhos.

Minha óptica, que varia de pessoa para pessoa, consoante a sensibilidade recebida.

Abraços,
LUmeNA

C@urosa disse...

Olá meu caro amigo poeta Adhemar, muito reflexivo esse poema, sim, sim, um belo "jogo de verbos, para entrar um pouquinho na minha área...brincadeiras à parte. Que tenhas uma santa e espiritual páscoa, que o senhor Jesus esteja sempre presente.

Paz e harmonia e mais inspiração em sua vida,

forte abraço,

C@aurosa