Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Um troço


Dois passos,
dois braços.
Um esboço sincero,
um abraço.
Pra que mais?

Um amigo,
um traço.
Dois traços,
projeto.
Um sujeito,
objeto,
direto.

Um hiato,
um prato vazio.
Um tijolo.
O ar,
o gato,
o miolo.

O trigo,
o pão,
dois pedaços.
Um pano,
um rasgo,
dois trapos;
fiapos,
engasgo,
garganta.

Um nó,
duas lágrimas,
dó.
Solidão...
Um vazio,
dois vazios,
outro nó.

A história,
a lembrança,
a memória.
O mapa,
o rumo,
o desvio num tapa.

Coração,
dois pedaços.
E o pó...

[Adhemar - São Paulo, 07/01/2010]

Nenhum comentário: