Pesquisar este blog

terça-feira, 7 de setembro de 2010

REVOLUÇÕES


Levantei a minha voz
quando julguei injustos
os atirados insultos
contra gente como nós.

Levantei a minha mão
e pedi paz
para quem fosse capaz
de ouvir o coração.

Levantei para bradar
a quem quisesse ouvir
uma mensagem do porvir
sobre dividir pra conquistar.

Dividir muito amor
para ver multiplicados
sorrisos em olhos cansados
de tanta mágoa e tanta dor.

Levantei do meu lugar
para alguém mais cansado sentar.
Abraçando um a um
todos os que, unidos,
não se deram por vencidos
e não abandonaram nenhum.

Simplesmente amarramos
nesse compromisso forte
nosso destino e sorte
nesse rumo pr'onde vamos.

Levantei e caminhamos.

[Adhemar - São Paulo, 18/08/2010]

3 comentários:

C@urosa disse...

Pois é meu caro amigo poeta Adhemar, que as reflexões sobre o dia de hoje, inspirem o novo povo para as eleições que se aproximam. E revolucionemos esse país atraves do voto..

forte abraço

C@urosa

Wanderley Elian Lima disse...

Outras revoluções ainda estão por acontecer, contra as injustiças sociais, a fome, a miséria humana.
Bjux

Adh2bs disse...

Comentário por josé cláudio - Cacá — quarta-feira, 8 de setembro de 2010 (05:20:37)
Tô grudadinho nessas fileiras. Uma beleza, Adhemar! Meu abraço. Paz e bem