domingo, 29 de maio de 2011

FINALMENTE EM PARIS

Tenho por hábito não me deixar entusiasmar por nada nem aplaudir antecipadamente sem saber se vale. Inclusive, tento desmistificar aquilo que é por demais badalado. Mas isso foi só até chegar em Paris. O impacto da cidade nas minhas retinas, depois o caminhar pelas suas ruas de perspectivas singulares me fizeram repensar se Paris não é, realmente, única no mundo. E, ao exclamar "Paris c'est unique" - uma besteira que francês nenhum entendeu - tive que exclamar de novo: "Paris é a mais bela cidade do mundo"; e aí o francês concordou.

Não há vista de nenhuma rua que não seja bonita; e as pontes sobre o rio Sena, então! A formidável Torre Eiffel, diante da qual, entre admirado e apequenado, não tive coragem de subir. Bem, estas foram só as impressões do primeiro dia, os tornozelos doendo por ter percorrido todas as alas do Louvre sem no entanto sequer ter fixado os olhos em 3 ou 4% de suas obras. Daí o riso maroto da Gioconda...

Paris é realmente especial e acolhe, democraticamente, os curiosos e fãs do mundo todo em suas ruas acolhedoras e o seu jeito parisiense de ser. Algo que é preciso ser visto para se entender.

[Adhemar - Paris, 18/04/2011]

Notre Dame vista por trás (foto: Adh2bs)







Rio Sena, Notre Dame ao fundo (foto: Adh2bs)















Rio Sena (foto: Adh2bs)













2 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Olá amigo
Concordo com sua visão sobre Paris, mas o que mais me encantou foi o Arco do Triunfo, por sua grandiosidade, para mim inimaginável.
Grande abraço

Adh2bs disse...

Comentários no outro blog:

Comentário por Selma Barcellos — terça-feira, 31 de maio de 2011 (20:38:21)
Poeta, é você no lugar certo… E que fotos, amigo!
Em breve, lá vamos nós aqui.
Beijocas!

Comentário por Adh2bs — quarta-feira, 1 de junho de 2011 (17:53:49)
Prezada Selma;
As fotos… Acho que foram tiradas por Stella, apesar de ter me adonado dos créditos…
Abç,
Adh