Pesquisar este blog

domingo, 11 de dezembro de 2011

GÔNDOLA

Falei com Deus.
Não como falo sempre,
mas mais compenetrado,
mais atento.
Educado, polido, suplicante.

Falei com Deus,
com a voz mais funda,
mais emocionado.
Voz da necessidade.
Reflexos de uma incapacidade
relutante e obstinada.

Falei com Deus.
Minhas verdades,
fraquezas,
intenções e fracassos.
Opções duvidosas,
opções endividadas.

Falei com Deus.
Fiz meus planos,
promessas,
renovei votos,
projetei esforços.

Falei com Deus.
Gaguejante, balbuciando,
humilde e recatado,
disfarçando um atrevimento
orgulhoso e esticado.

Falei com Deus
relatando defeitos.
Fiz um negócio,
tipo sociedade
sem contrato,
só consórcio.

Falei com Deus.
E ele me ouviu e me atendeu.

[Adhemar - Santo André, 28/11/2000]

Nau

Texto utilizado num cartão de Boas Festas de 2002 entregue em família.

Adhemar, 11/12/2011.

2 comentários:

Cacá - José Cláudio disse...

Se você quiser fazer um cartão permanente acho que todo mundo vai gostar de receber em qualquer época. É muito lindo. Grande abraço, Adhemar. Paz e bem.

Jéssy disse...

Olá, adorei o texto.
senti uma quebra do "eu" no decorrer do texto, já que ele começa fando com Deus de forma polida e termina Balbuciando.
Linda a forma como você transmitiu isso.
bjo's
opifaro ta de volta.