domingo, 18 de dezembro de 2011

RETURNO

Em até tantas vezes cansado
sentei e esperei.
Esperei o cansaço ir embora,
esperei um sinal pra seguir.
Às vezes espero deitado,
em outras aguardo em pé
na iminência de ir e rir.

Eu até reconheço palavras
antes mesmo de ouvi-las.
Esperei um sentido profundo,
esperei alguém proferi-las
em algum discurso enfeitado
ou numa manifestação de fé;
e é assim que eu tenho esperado.

Nas molduras das telas em branco
parei e esperei.
Esperei imagens, pra vê-las,
esperei palavras pra ler.
Fico ali contemplando, parado,
até a noite vir com estrelas
e a imaginação vir preenchê-las.

Em até tantas vezes cansado,
ofegante, oprimido, largado,
esperei ansioso o futuro
sem tirar os pés do passado.
Fecho os olhos, olhar fatigado,
tentando lembrar o espírito puro
que a vida levou sequestrado...

[Adhemar - São Paulo, 08/09/2010]

3 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Olá amigo
Desejo a você e sua família um Feliz Natal e um Ano Novo repleto de saúde e realizações.
Grande abraço

Edson Carmo disse...

Essa tela em branco é a consciência...

Que o dia 25 traga o significado verdadeiro do Natal para esse momento... e que Ele o capacite para viver 2012 infinitamente melhor.

Abraços do amigo,

Edson Carmo

C@urosa disse...

Um feliz natal com muita paz e harmonia.

"Num meio dia de fim de primavera
Tive um sonho como uma fotografia
Vi Jesus Cristo descer à terra,
Veio pela encosta de um monte
Tornado outra vez menino,
A correr e a rolar-se pela erva
E a arrancar flores para as deitar fora
E a rir de modo a ouvir-se de longe."

fernando pessoa

forte abraço

C@urosa