Pesquisar este blog

sábado, 26 de maio de 2012

FUTURO

"O que vai ser um talvez… Refletir, pensar, concluir; a parte fácil da coisa. no entanto, a decisão pesa. Implica novos riscos, outros desafios, andar noutra direção. Tudo tão parecido e tão novo, tão diferente! Até as letras intermitentes, o mesmo papel de sempre. Até as falhas da caneta, no rascunho."

"Uma guinada, um desvio de rota. Um novo caminho para ir ao mesmo lugar; lugar concebido num antigamente de antes de nascerem as atuais certezas, ideais e projetos. Que se enrolaram e confundiram após tantas voltas. E trouxeram o desejo de recomeçar saindo de um novo ponto de partida, após um duro aprendizado de muitas humilhações e poucas satisfações. De gatos andando nos telhados; de gotas pingando dos beirais; de ondas num mar revôlto; de calmarias, de temporais. De rimas perdidas sem poesias, de tempo perdido em dias e dias. E, de novo, o marco zero. Com repertório variado; visão mais ampla da própria miséria."

"E tudo acabar ou começar num talvez…"

[Adhemar - S. Paulo, 03/11/2003]

Este texto foi escrito num momento peculiar de 2003, que foi um ano particularmente difícil. Pode-se considerar como os primeiros raios de luz que um soterrado consegue enxergar quando começa a sair de baixo dos escombros da avalanche.

Adhemar, 27/03/2008




Projeto de um prédio industrial e escritórios, feito entre o final de 2003 e meados de 2004. A obra (pela Construtora Tramil) foi executada de set/2004 até fev/2005, no bairro Cooperativa, em São Bernardo do Campo. Ficou linda, adicionaremos fotos da obra pronta.


Arquivado em: Arquitetura, Prosa I Comentários (1)

Nenhum comentário: