Pesquisar este blog

sábado, 19 de maio de 2012

OBRA MUDA

Estático no instante angustiado:
parado no momento importante,
Estatelado na parada angustiante,
poucas palavras dizem só a mesma coisa.

Falta coragem? Falta motivo? Falta vontade?
Falta visão mais clara do futuro, do distante.
Falta uma atitude diferente, mais pra frente,
falta um gesto ou um grito contundente,
falta sair do buraco limitante.
E agora? E o depois? E o adiante?

É só mexer os pés, as mãos e a cabeça;
determinar a direção em qualquer rumo,
não se afobar, manter o prumo
e a clareza surgirá, por incrível que pareça.

Lugar comum? Imaginação? Delírio?
Apenas a realidade de viver conforme a música.

[Adhemar - Santo André, 11/12/2008]

Um comentário:

Dalmo disse...

Wake up, Adhemar...The Matrix has you.