Pesquisar este blog

domingo, 30 de setembro de 2012

TRECHO

Na imobilidade do momento
nos curtos passos do longo tempo
- pequeno trajeto -
pequenos trejeitos.

Um espaço logo ocupado
nos curtos passos do longo tempo
- um passado -
aparências e fantasias se enlaçam
num pronto bailado.

Na imobilidade dos movimentos
um momento pesado.
Inúmeras considerações
pequenos trejeitos.

Nesse abraço dessa dança sem jeito
o amor atordoado.
O coração manda no trecho
no direito
no pecado.

Nos curtos passos dança e tormento
um doce alimento
de um apaixonado...

[Adhemar - São Paulo, 26/01/2012]

sábado, 29 de setembro de 2012

POLARIDADE

Na intensidade do momento
na imensidão
na urgência de movimento
intenção...

Na obtusa conclusão
na adversidade
na face oculta da razão
oportunidade...

Na melhor parte da verdade
na própria mão
na violenta crueldade
um coração...

Na flor, no amor, na paixão
na cidade
na intensa visão
liberdade...

No fogo, na falsidade
na discussão
no discurso, na piedade
no perdão...

Na sombra do pavilhão
morosidade
no ar e na contramão
perenidade...

Na forja, na umidade
forno e fogão
Espera e contrariedade
emoção...

Às claras, exposição
novidade
verso, inverso, morosidade
decepção...

[Adhemar - Ibiúna, 28/09/2010]

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

GUARDANAPO

Eu sou do tempo da poesia escrita em guardanapo de bar. Como este excerto, por exemplo.
Eu sou do tempo do beijo na mão, da flor em botão, dos olhos nos olhos, da boca sorrindo nos olhos.
Eu sou do tempo em que o preço do amor não era medido por um vaso de flor, ou caixa de bombom.
Eu sou do tempo de namorar no portão...

Eu sou do tempo passado, do tempo presente e do futuro contigo.

Beijão.

P/ SM (23 anos de casório)
[Adhemar - 02/12/2011 e 26/09/2012]

Papel

Até a "boca sorrindo nos olhos", foi escrito no guardanapo e estava guardado num dos cadernos. O restante foi escrito agora e ambos para a musa do poeta...

Adhemar, 26/09/2012


terça-feira, 11 de setembro de 2012

GALPÃO (G2)


Galpão (G2)

Projeto (2.008) de um galpão que está sendo construído em Vinhedo / SP, é o segundo (por isso "G2") numa área que foi dividida em três. Em 2.007, fizemos o projeto do "G1" - foto abaixo - mas o "G2" vai ficar mais legal ainda.
Coloco propositalmente duas imagens de obras construída e em construção neste 11 de setembro, porque a parte mais penosa de minha profissão é ter que desmanchar algo pronto pra construir outra coisa (não é o caso destes galpões, porque o terreno estava livre). Reconheço que tem muito "lixo" em pé precisando ser derrubado; mas vocês não fazem idéia de como se desperdiça bons materiais na maioria absoluta das demolições. Tanto é verdade que existem empresas especializadas em desmontes técnicos para aproveitamento do que vai ser demolido; e nós, da construtora Tramil, procuramos fazer o mesmo em reformas e obras novas que entram no lugar de outras edificações. Mas no mundo de hoje, nem sempre há tempo ou interesse num trabalho de reaproveitamento. Imaginem então o choque da gente diante da destruição deliberada, proposital e que ainda por cima custou milhares de vidas de pessoas que sequer tiveram a oportunidade de se defender! Há sete anos estava num dia calmo, voltando pra casa após visitar uma obra logo cedo e não precisaria sair mais pelo resto do dia; ouvi a notícia dos "acidentes" no rádio do carro; cheguei em casa, liguei a TV no exato instante em que o segundo dos prédios estava desabando. Pensei em ir buscar meus filhos na escola, ficar abraçado com eles e com minha esposa num cantinho qualquer lá de casa esperando o mundo acabar de vez.
Adhemar, 11/09/2008.
Arquivado em: Arquitetura I Comentários (3)

San Nicholas


Voltou à baila porque está sendo construído (um grupo adquiriu o terreno e os direitos sobre o empreendimento) e porque fomos convidados a enviá-lo para uma publicação especializada. Resgato-o do blog original para mostrá-lo aos amigos daqui.


Adhemar, 11/09/2012

Vila Residencial San Nicholas
O projeto apresentado no "post" anterior foi aprovado agora em setembro e é resultado de um trabalho bastante detalhado, tanto em termos do produto em si, como dos aspectos técnicos e legais que envolvem uma iniciativa desse tipo. Sob meu ponto de vista, retrata a maneira ideal de morar: poucas casas para uma grande área bem arborizada, espaços confortáveis e várias possibilidades de uso.
O lançamento está sendo estudado em função da "temperatura" do mercado face ao momento econômico; sua concepção me convenceu, definitivamente, sobre o que é "morar" - sob meu ponto de vista enquanto profissional da área.
Para finalizar, informo que este - salvo melhor juízo - será o último dos "posts" sobre arquitetura neste blog, que doravante irá tratar apenas das maltratadas letras em infindáveis cadernos que me atulham as prateleiras do cérebro e, por que não dizer, do coração. Sobre projetos vamos tratar em outras esferas que, assim que estiverem prontas, vou convidá-los a conhecer.
Adhemar, 25/10/2008.
Arquivado em: ArquiteturaOpinião I Comentários (2)

APRESENTAÇÃO (LOGOTIPO)

VISTA GERAL

FACHADA DAS CASAS

PLANTA PAV. TÉRREO

PLANTA PAV. SUPERIOR
FICHA TÉCNICA:
CONCEPÇÃO DO EMPREENDIMENTO: CONSTRUTORA TRAMIL
Geraldo Magella Cressoni
PROJETO: CONSTRUTORA TRAMIL
Arq. Adhemar Braga de Souza
IMAGENS: Arq. Douglas Tsui (vista geral)
UL - DIGITAL (imagens digitalizadas)
CONSULTORIA DE INSTALAÇÕES:
Saneamento básico:
 (distribuição de água, captação de águas pluviais e coleta de esgoto):
Eng. José Carlos Ferragut
Concepção geral de instalações hidráulicas e gás:
Eng. Cláudio José M. Oliveira
Concepção geral de instalações elétricas e iluminação:
Eng. Marco Antonio Lupo

Adhemar - S. Paulo, 25/10/2008.
Arquivado em: ArquiteturaImagem I Comentários (1)

domingo, 9 de setembro de 2012

PRIMEIRO ENCONTRO

No refletir a luz do sol
o teu rosto me ilumina.
A palavra mais serena
em tua boca se sublima.

No refletir a luz do sol
o teu rosto se anima.
Em teu olhar vejo a luz plena
da silhueta da colina.

Um pequeno instante em nossas vidas
que a luz do sol abençoou.
E os pensamentos se enlaçaram.

Entre muitas tantas dúvidas
nossa atenção não se apressou
e nossas almas voaram.

P/ BSF
[Adhemar - Campo Grande, 23/07/1987]