Pesquisar este blog

sábado, 19 de janeiro de 2013

BRASIL


 Vai a vida passando, dando seus pulos. Improviso, artimanhas, o famoso "jeitinho", as coisas se ajeitando.
               O ministro falou que o brasileiro tem expediente; por isso - ele, ministro - não se preocupa com o desemprego… Cabe esclarecer que ele é o ministro do trabalho.
                Cada vez mais adoro o Brasil e me orgulho de ser brasileiro. De ser do país onde o presidente coloca um mega-especulador do mercado financeiro na presidência do Banco Central. Eliminou os intermediários!
                O salário dos congressistas e do alto escalão do governo não é indexado ao salário-mínimo. O salário-mínimo, essa terrível miséria contra a qual todos eles bradavam antes das eleições, em suas campanhas eleitorais.
                Nós, testemunhas mudas da origem de nossas dificuldades, permanecemos silenciosos como os torcedores de um time inferiorizado em campo, perdendo, mas acreditando com toda a nossa fé no surgimento de um gol, no surgimento repentino de um gênio no nosso time. Um salvador da pátria!
[Adhemar - São Paulo, 07/02/1999]
Brasil
Esse texto foi escrito à época em que o presidente do país era o Sr. Fernando Henrique Cardoso. Malgrado os meus pecados, continua valendo pro Sr. Luís Inácio Lula da Silva. O traço que eles têm em comum é o fato de que "sem alianças" o país fica ingovernável. E fizeram alianças justamente com aqueles que manobram nos bastidores - e não é exagero dizer, basta estudar história - desde os tempos do Império. Reféns, como todos os outros presidentes desta república (inclusive os militares), pouco mudaram a estrutura de poder que administra esta nação.
Este espaço foi criado para outras proposituras que não a discussão de política, futebol e religião (embora os três assuntos se confundam entre si e façam parte diuturna da vida da gente). Mas a poesia de hoje pode esperar um pouco, porque até um quase alienado como eu precisa se manifestar de vez em quando. E o fiz por causa de um "post" intitulado R$120 da Bárbara, jornalista, no "blog" Infinito das Palavras cujo "link" encontra-se aí ao lado. São os jovens despertando nos "velhos" aquele adormecido ideal de mudar o mundo.
Adhemar, 19/07/2008.

BRASIL 2013

Quase 5 anos depois de postado esse texto (e 14 anos depois de escrito!), encontramos a mesma estrutura. Os problemas superficiais se encaminharam embora ainda sejamos presa de uma estrutura viciada, enraizada em nossa maneira de ser brasileiros. Isto é, a moral e a ética sempre dilatadas quando interessa, e não estou falando só dos governos... O que mudou foi que o blog citado não existe mais. Uma pena, o texto era bacana demais.
Mas este espaço continuará sendo um depósito de poesias, prosa e quiçá projetos...

Adhemar, 19/01/2013

Um comentário:

Adh2bs disse...

COMENTÁRIOS FEITOS À ÉPOCA DA POSTAGEM NO BLOG ORIGINAL:

Comentário por Celina — domingo, 20 de julho de 2008 (09:44:33)
Oi, você será bem vindo em meu blog sempre, hehehe.
Tem uma parte em específico do seu texto que é simplesmente perfeita:”testemunhas mudas da origem de nossas dificuldades”, concordo com o que você escreveu, me parece que as vezes as pessoas não “alienadas” porque queiram, mas por força das circunstâncias em que se encontram.
Comentário por Cynara. — segunda-feira, 21 de julho de 2008 (22:15:46)
Obrigada, Ademar.
os seus tb… poéticos!
=]
(eu estaria no blog certo?!)
Comentário por Bárbara — terça-feira, 22 de julho de 2008 (16:25:04)
Ola..
Nossa obrigada..eu vi somente agora este post..
valeu ….
e pelo visto vc escreve já faz tempo hien..1999 nossa..parabens
bjs
Comentário por Marco Luiz — quarta-feira, 23 de julho de 2008 (13:01:19)
Eu ainda não tinha visto os seus textos-critícas sociais. Pois bem, infelizmente é verdade. Toda aquela fachada das campanhas para ser eleito, vai-se embora abafada quando assumem o poder.
E para vermos como é a situação, esse texto foi escrito em 99, e ainda vale para os dias de hoje. Pois é.