terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

RE-VE-LAN-DO


Nunca escrevi para ninguém…
Nunca houve motivo também.
Mas de repente, uma vontade;
meus pensamentos escrevo, nunca é tarde.
Às vezes, quero ser um simbolista.
Expressivo, alvo, complicado.
Mas há horas em que prefiro um modernista;
Neologismos, protesto enforcado.
Mas na verdade creio que essas ilusões
são projeções de um meu desejo único:
escrever o melhor possível para alguém
como se fosse um legítimo romântico…
[Adhemar - São Paulo, novembro/1981]

3 comentários:

Adh2bs disse...

COMENTÁRIOS NO BLOG ORIGINAL:

Comentário por Alessandra — sexta-feira, 28 de novembro de 2008 (11:30:10)
Eia que conseguiu ser um escritor… Sem destino à uma pessoa exatamente, mas sim a todas que passarem pra ler. Blog é assim… Não se sabe ao certo quem passou pra ler, se leu por curiosidade, ou pq acompanha o desenvolvimento do msm. O que mais de me pergunto é: -Como será que repercurtiu esse texto, na pessoa que o leu?
Bem, essas indagações jamais saberemos. Isso de repente nem é tão importante, se o proprietário do blog tem interesse somente em escrever…
=)
Comentário por Manhosa — sábado, 29 de novembro de 2008 (10:48:01)
Adhemar
Quando fiz o Blog… foi pensando em ter um cantinho meu…
Lugar que eu pudesse dialogar com meu coração…
Remexer nos meus sentimentos…
Sem cobranças…
Só escrevinhados…
Pois… desconhecia o todo que ele envolvia…
Os amigos foram chegando… um circulo foi se formando…
Minha idéia inicial foi se transformando…
Precisei me adaptar ao novo quadro social…
As vezes me machuco… sou muito bobona…
‘Envelhecente’… manhosa… dengosa… carente… mas…
Encontrei também pessoas maravilhosa…
Cabeças sadia…
Boa estrutura…
Que nem tu…
Continua valendo a existência do meu Blog…
TeAmo
Bjs.
Comentário por TATIANA REZENDE — sábado, 29 de novembro de 2008 (17:04:13)
E eu acho que estou mais para surrealista!

Anônimo disse...

Voltei...
Não parei de escrevinhar... só de postar....
nem sei bem porque...

As saudades dos amigos especiais que aqui fiz...
Necessidade sentir s postagens de cada um...
A beleza de seus corações... transformado em poesias ou simples escrevinhados...
Bjs.

Wanderley Elian Lima disse...

Não tem como não escrever para alguém, se cada um que ler um seu escrito, se sentirá contemplado.
Abração