Pesquisar este blog

domingo, 4 de agosto de 2013

ANTES DA ÚLTIMA HORA

Unido o pensamento na distância,
emaranhados os cabelos de pensar.
Sofre o coração amargurado
a ausência de quem nunca vai voltar.
Caminhando rumo a uma despedida,
poucas coisas podem-se ouvir ou nem falar.
Sempre triste e no peito a mesma ânsia
que precede o mau momento da partida.
Olhar o céu parece a única alternativa
de quem já teve tudo que há de bom.
Viver sempre, mesmo aqui ou noutra vida,
no solitário caminhar de cada um.
E, solitário, descobrir a própria força.
Forçadamente se esforçar, amanhecer.
Em cada passo, a saudade adoecida;
em cada verso de saudade, adormecer.
P/ M.G.[Adhemar - S. Paulo, 14/05/1987]
Crepúsculo
Poesia espontânea, dolorido momento. Em 09/07/2008 coloquei um texto denominado "amor perfeito"; M.G. é a protagonista inicial, em torno de quem dediquei mais de seis anos. Apesar de finito, foi importante, espero que tenha encontrado um lindo caminho como Deus me permitiu encontrar.
Adhemar, 07/08/08.

3 comentários:

Adh2bs disse...

COMENTÁRIOS NO BLOG ORIGINAL:

Comentário por Bárbara — sexta-feira, 8 de agosto de 2008 (09:55:27)
oiee
tudo bem??
que lindo..eu fiquei até meio triste. pq me fez lembrar de alguém que eu perdi
adorei mt bonito.. e toca os sentimentos

Comentário por isa — sexta-feira, 8 de agosto de 2008 (11:51:26)
Momentos… Ah!!! Como nos marcam certos momentos…
Instantes finitos, eternizados pela memória… maravilha viver!!!
Bjokas

Wanderley Elian Lima disse...

Saudade é a maneira de estar perto de quem está distante.
Abraço

Gaby disse...

Oi...
Faz um tempão que não passava por aqui mais vejo que vc continua inspirado...demora mais volto..bjs felicidades pra familia