quinta-feira, 29 de agosto de 2013

QUEM

"Ultimamente tenho sido convidado pelos fatos a mudar de atitude: a ser mais agressivo, intolerante e prepotente. Resultado: tenho agido de modo ultravigilante pra não fazer nada disso. E por quê?"
"Porque aí não seria mais eu. Esse eu tão comodamente estabelecido sobre princípios éticos e morais e que ainda se escandaliza mesmo com as menores torpezas. Porque essa sólida formação baseada em verdade, honestidade e distinção, herdada principalmente dos pais e dos avós, não se dissolve por meia dúzia de desaforos que nos são lançados ao rosto por gente… como direi? Não qualificada nesses quesitos. Porque, corolário dessa coleção de probidade, sinceridade e lealdade (que seria o dístico da minha bandeira), devo respeito a memória daqueles que me criaram; e devo respeito aos meus descendentes."
"E aqui permaneço - escondido, agarrado, aprumado e altivo - atrás ou sobre essa fortaleza imaterial mas muito eficiente construída por tanta gente importante e à qual me apeguei justamente por ser natural; vi nascer, crescer e se transformar em mim como frondosa árvore de profundas e fortes raízes, de belo tronco, extensos galhos e - quem sabe? - de belos frutos!"
[Adhemar - p/ AJ, ML e VS - S. Paulo, 29/04/2006]
Quem…
A gente passa por fases de profunda revolta contra o mundo e acaba achando que está todo mundo contra. Aí, se lembra que tem contas a prestar (porque a vida é assim mesmo) aos nossos ancestrais e aos nossos filhos. Ainda bem! É o refresco do xilique…
Adhemar, 25/04/2008.

Um comentário:

Adh2bs disse...

COMENTÁRIO NO ORIGINAL:

Comentário por aabs — segunda-feira, 28 de abril de 2008 (20:11:30)
Altos e baixos passamos todos os dias.
Quando o “vaso” tá cheio, é bom dar um pontapé para esvaziá-lo. Ninguém é perfeito. Não se cobre a perfeição!