Pesquisar este blog

sábado, 10 de agosto de 2013

TEIMOSIA

De noite encontrei a saudade
novamente morando em mim.
Pediu abrigo humildemente
e se instalou como quis.

Abriu as janelas do peito
e pôs-se a cantar feito louca;
crescendo nos dissabores
até que ficou rouca.

O vento que vinha do mar
levou os gritos da saudade;
saudade que eu quis afogar
mas que voltou pra ficar...

P/ BSF
[Adhemar - Aracaju, 29/01/1988]

Nenhum comentário: