Pesquisar este blog

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

A LUTA

Um canto solitário para pensar na vida.
Outra encruzilhada após tanto esforço.
Outra bola dividida.
Muita apreensão e angústia, muito suor no rosto.
Um frio na espinha, uma dor de barriga.
Mais uma esquina da vida arbitrária.
Menos um mapa e uma intriga:
todo mundo indo pra lá, a gente na mão contrária.
Um produto pronto, projetado, acabado, pensado.
Uma idéia tonta, imutável até outra maior oferta.
Mais uma dúvida, fardo pesado.
Mais uma porta fechada que a gente não viu quando aberta.
Uma filosofia especialmente desenvolvida.
Mais uma justificativa, mais um escudo pra gente.
Outra razão reprimida,
muita apreensão e angústia, muita mágoa de repente.
Um canto solitário pra avaliar o fracasso.
Uma bobeira desalentada, nó desatado sem laço.
Outro tropeço num passo
e muita alegria otimista de um triste palhaço.

[Adhemar - Sto. André, 13/10/2008]

Um comentário:

Adh2bs disse...

Comentários no blog original:

Comentário por Manhosa — sexta-feira, 24 de outubro de 2008 (17:00:54)
Meu Amigo querido
Não chora sobre o leite derramado…
É mais um alerta… todo o cuidado é pouco… mas…
Vamos lá um sambinha… ” Levanta… sacode a poeira e dá a volta por cima…”
Sei que vais superar esta com galhardia
Bjs.

Comentário por Gabriela — sexta-feira, 24 de outubro de 2008 (18:37:17)
obrigada!!!
e vc é um poeta nato!!!
não se importe se ás vezes, ou sempre, seguir “na mão contrária”,
cada um tem seu próprio caminho!!!
bom fds!!
bjus

Comentário por Alexandre Souza — sábado, 25 de outubro de 2008 (12:52:47)
Porquê o ser humano tem a tendência de “valorizar” o lado negativo da vida e esconder a parte positiva? Tenho certeza que a grande maioria das pessoas tem mais vitórias na vida do que derrotas.
Grande Poeta, lanço a ti um desafio de proclamares os sucessos alcançados…