Pesquisar este blog

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

LÁGRIMA CALADA

O coração e suas óbvias razões.
O coração é um lugar bagunçado
tal qual a sala da festa
após esta ter terminado.
Poesia de gago.
O coração é um órgão tartamudo,
uma pequena amostra do mundo,
um menor abandonado.
Órgão viciado.
O coração é um piso, um abrigo,
uma rede estendida no chão,
u’a mão estendida a um amigo.
Um perdido.
O coração é um grito abafado,
um suspiro, um soluço cortado;
é um afago, um artigo raro.
Coitado.
O coração…
Às vezes é um casarão abandonado,
destruído, arruinado,
de onde o amor foi despejado…
[Adhemar - São Paulo, 17/04/2007]

Um comentário:

Adh2bs disse...

COMENTÁRIOS NO BLOG ORIGINAL:

Comentário por Hellinho Ferreira — sábado, 18 de outubro de 2008 (11:18:14)
Olá amigo…
Cara, o último verso deste poema foi um encaixe pra mim…
Ótimo FDS!!!

Comentário por Daisy — sábado, 18 de outubro de 2008 (19:15:29)
Fui pesquisar nos meus alfarrábios se algum dia tive sensibilidade o bastante para falar do coração com tanta simplicidade.
Nada achei… nem acharia!
Bravo, meu amigo!
Abraço.
Daisy

Comentário por Ylago — sábado, 18 de outubro de 2008 (19:20:33)
Bah guri… valeu pela visita ao meu blog…
Sim… podes voltar quando quiseres…
Gostei do poema, parabéns.
Um coração sempre tem razão… não bate a toa por qualquer coisa… e, mesmo só, é o melhor exemplo de persistência deste mundo…
Abraço.

Comentário por Manhosa — sábado, 18 de outubro de 2008 (21:33:48)
O coração… é a ponta da canta do escrevinhador…
É o termômetro…
O patrão…
O serviçal…
A senzala… do amor…
Bjs.

Comentário por TATIANA REZENDE — sábado, 18 de outubro de 2008 (21:44:49)
O coração é um tremendo de um vagabundo!

Comentário por Nã — sábado, 18 de outubro de 2008 (22:46:11)
hahahah! Chamei minha mãe de Grilo Falante e ela achou lindo…!
“O coração é um lugar bagunçado
tal qual a sala da festa
após esta ter terminado.”
O mais engraçado é que quando a festa acaba, por mais que se arrume, nunca se consegue voltar as coisas pros mesmos lugares. Alguma coisinha, por menor que seja, fica mudada, o que muda todo o conjunto!
Beijoo!

Comentário por isa — domingo, 19 de outubro de 2008 (08:17:40)
“Coração que não descansa noite e dia,
Sempre aguardando uma alegria,
Esperando no mar desta vida,
Embarcação à procura,
De um porto feliz de salvação.”
Tirei esse verso de uma cançao muito antiga, que ouvia minha avó cantar…
Um lindo domingo e ótima semana pra vc.
Bjokas
Isa

Comentário por Alexandre Souza — sábado, 25 de outubro de 2008 (13:11:11)
E o título?
“Lágrima calada”…
…certamente não pelo coração!