Pesquisar este blog

domingo, 24 de novembro de 2013

VÉSPERA

Certamente haverá desencontros, 
descaminhos, revelações. 
Outros planos, desencaixes, desilusões.
Certamente será preciso ouvir outras opiniões. 
Descobrir novos ambientes, 
enxergar mais e maior, novas razões.
Certamente haverá angústias na vida, nos corações. 
Será preciso virar a página, 
registrar a história e suas mil versões.
Certamente será preciso destinar um olhar profundo 
ao abismo das desilusões; 
e o poeta cansará da rima 
e suas limitadas significações. 
Despertará a um só tempo, 
criatividade e moderações. 
E declarará a sua independência, 
comunicando ciência 
de que irá viver ao seu bel-prazer, 
pagando o ‘carnê’ a prestações; 
no entanto, 
se perderá entre tantas combinações 
que seguirá autônomo, impávido e orgulhoso, 
sem ninguém pra dar satisfações…

[Adhemar - S. Paulo, 23/03/2008]

Véspera!
Tem esse nome porque foi escrito um dia antes de começar o "blog"(*); Adhãããã…" Luís Fernando Veríssimo escreveu que, em certas ocasiões, a gente devia deixar o óbvio em paz… Por coincidência, na frase "Será preciso virar a página…" justamente esse trecho é a última frase na folha do rascunho; e já não lembro se a escrevi por causa disto, ou do contexto. Legal!
Adhemar, 08/04/2008.
(*) O blog original, no caso [Arq&Poesia: Lit. (terra)]

Um comentário:

Adh2bs disse...

Do blog original:

Comentário por Marisa — terça-feira, 8 de abril de 2008 (15:41:00)
Olá, vi seu comentário no meu blog. OBRIGADA. Passei aki no seu… muito bom … conteúdo, parabéns… sempre procuro poesia tambem…… tenho um outro endereço.. se quiser entrar… tem mais opções que os blog do terra.. http://psicodeliafuturista.blogspot.com
um abraço! Marisa