domingo, 26 de janeiro de 2014

VIDA-TEMPO

O tempo.
Implacável.
Liberta e aprisiona.
Marca, irrevogável,
e abandona.

O tempo.
Pesado e indelével
da alma se adona.
Soberbo, invencível,
Barcelona.

O tempo.
Embala e impulsiona,
mitiga e afaga,
segura e tira onda,
afunda e estraga.

O tempo.
Amassa e enruga,
estica e quebra a marcha.
Esconde e põe em fuga,
procura e não acha.

O tempo.
Interessa e escracha,
engessa e desperta,
explode e desencaixa
a porta aberta.

O tempo.
Libelo e manifesto
passa e não volta;
vai pra longe-perto
e desgasta.

O tempo.
De velho conhecido
a cruel e carcereiro;
trata como amigo
e tortura o prisioneiro.

O tempo...
Invenção insuperável.
Cativeiro supletivo.
Um rico miserável,
pra sempre relativo...

[Adhemar - São Bernardo do Campo, 26/01/2014]

Nenhum comentário: