sábado, 22 de fevereiro de 2014

CRONÔMETRO

Depois de um tempo é que a gente percebe como sente falta do lugar aonde está! A gente se ambienta com o que é bom e acostuma logo! Se vale a reflexão, nosso espírito assume o espírito do lugar - nosso lugar neste mundo - identificado com o que a gente tem de melhor.

Deveríamos assumir outros compromissos diferentes, conosco mesmo, identificando os fatos e fazendo a vida valer cada minuto abençoado que nos foi cedido em comodato; para quando formos dar "contas", termos saído no lucro da forma positiva como vivemos até então e produzimos gente em nossa volta com sentimentos grandiloquentes nos circunstantes. Mostrar a Deus que fizemos por merecer a concessão que fruímos, os instrumentos, a inteligência e o coração que Ele nos deu.

Depois, poder contar aos netos, como exemplo, uma existência pontuada de boas ações, de manejo controlado do ambiente em comunhão com a natureza e com outros viventes. Viver na certeza de passar aos descendentes uma generosa carga de bondade, intenções puras e verdade.

Finalmente, ter as "contas" aprovadas por Deus e obter uma nova oportunidade neste mundo ou uma passagem pelo paraíso, como por exemplo, Ilhéus...


[Adhemar - Ilhéus, 27/01/2008]

Nenhum comentário: