Pesquisar este blog

sábado, 26 de abril de 2014

JOGADA

Voar de vez em sempre é preciso
na metáfora, na máquina, no pensar
Tantos longes voando aproximo
na firula, no meneio, no fintar

Em quantas mãos iludimos o destino
na mesa, na fumaça, no blefar
Cara de quadra, inocência de menino
no sorriso que somente esconde um par

Nas passagens que contamos das viagens
aquecidos no calor de um cappuccino
cúmplice olhar, nas risadas das bobagens
suscitadas nos mapas, desatino...

Renovados tantos planos e apostas
nos portais dos tantos pra onde vamos
Mãos vazias - as mochilas vão nas costas - 
e a bola sempre surge aonde estamos

Tanto faz o portão nove, ou o seis
O que importa é triunfar sorrindo
Um grande beijo e um abraço pra vocês
nosso golaço faremos onde estamos indo...

[Adhemar - Guarulhos, 06/04/2014]

Viajantes (foto: SM)
 Sobrevoando os Pirineus (foto: Adh2bs)

Nenhum comentário: