segunda-feira, 15 de setembro de 2014

CARROSSEL

Beleza imperfeita, assimétrica,
um riso forçado,
uma nervosa alegria.
Uma profunda tristeza,
linda, encaracolada…
Um acidente, um acaso,
um fato abstratamente concreto;
uma fruta madura apodrecendo,
um xereta discreto…
Uma foto muito antiga
representando um hoje possível.
As mãos procurando inquietas
uma posição mais tranquila.
O tempo escorrendo certo.
Um revestimento que não protege.
Inexperiência repleta de sabedoria
que, mesmo cheia não se completa.
Apesar de ter muitas rodas
ainda é uma bicicleta.

[Adhemar - São Paulo, 08/02/2009]

Parece mentira!
Pois é, logo hoje, recomeçar com a sabedoria inexperiente, incompleta, logo quem nunca soube - e não sabe - andar de bicicleta! Pra quem acha que isso não tem nada a ver, que é só um amontoado de palavras aparentemente aleatórias, eu só digo uma coisa: banana não tem caroço…
Adhemar, 01/04/2009.

Um comentário:

Adh2bs disse...

Comentário por Ana — quarta-feira, 1 de abril de 2009 (17:30:59)
Olá, Adhemar!
Creio que, com tantos e-mails e visitas, poesias e contos escritos e publicados na internet, tu nao irias se recordar de mim…
em meados do mês de agosto do ano passado, tu passaste pelo meu blog e deixou um comentario gracioso (que, embora tardio, agradeço muitissimo) dizendo-se ser um “apreciador de minhas poesias.
apenas gostaria de retribuir a gentlileza (e paciencia por ler, dizendo que tuas poesias e poemas sao otimos! aproveitando, avisar-lhe tambem que estou entrando em uma nova fase, e as poesias demonstrarao (espero eu) tais mudanças.