Pesquisar este blog

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

DESCOMPROMISSO

        Não entendo mais o pessoal de hoje em dia. Sempre deve ter havido alienação, cuca-fresca, mas agora é demais! Ninguém faz realmente o que prega, não há mais confrontos, só desvios. Não se sustenta o que se diz, ora veja, faz-se uma pergunta e só se obtém evasivas e desculpas à guisa de resposta. Passa-se um repto, dá-se um conselho e, de retorno, uma infindável ladainha sobre fatos adversos ao assunto, a guerra do outro lado mundo, a velocidade da luz ou sei lá…
        Mas outro dia dei uma bronca no meu filho caçula - de quase três anos - estava escrevendo nas pernas, no sofá, nas paredes, menos no caderno que eu lhe havia dado. "Moleque, escreva só no caderno ou vou tirar a caneta de você!!!" Aí, tive que escutar: "Pára com isso pai, me respeita, eu já sou um senhor…"
[Adhemar - 04/01/2003]
Dureza…
Historinha verídica cujo protagonista foi nosso caçulinha, o Vítor. Ia fazer três anos no mês seguinte mas já era uma coisinha irriquieta, inteligente e provoquenta. Temos um enorme repertório de episódios exemplares como esse, dos três rapazes aqui de casa, que testemunham a presença de espírito com bem humoradas e pertinentes tiradas a que nós, pais, estamos submetidos. E não é porque cresceram que a fase acabou: ainda presenciamos diariamente as manifestações do caráter de cada um, através desses "inserts" e, principalmente, das coisas que são capazes de argumentar nas discussões a propósito dos mais variados assuntos. É massa!
Adhemar, 10/08/2008.

Um comentário:

Adh2bs disse...

Comentário por isa — domingo, 10 de agosto de 2008 (13:02:43)
PARABÉNS PELO DIA DOS PAIS…
FELICIDADES…SEMPRE!!!
uM ABRAÇO
iSA

Comentário por Joselma Noal — segunda-feira, 11 de agosto de 2008 (08:10:21)
Os filhos estão sempre nos surpreendendo… Isto é fantástico! Um abraço, Joselma