Pesquisar este blog

sábado, 13 de setembro de 2014

EMOÇÕES... JÁ FOI!

Bons tempos.
Palavras irresponsáveis de assumir sentidos,
registradas à esmo.
O acaso se encarregava dos significados,
das vírgulas
e de algum compromisso, mesmo.
Bons tempos…
Qualquer pedaço de papel servia,
qualquer pensamento se "auto-escrevia"…
E a decorrência das horas
trazia razões para as palavras aleatórias
e alguma verdade surgia…
Bons tempos,
em que o amor e a glória
eram motivos das palavras ao vento…
Palavras perdidas num intenso labirinto.
Fio desenrolado, caminho marcado,
indefeso sentido.
Bons tempos…
Sentimentos controversos, amores em prosa,
paixões em versos, amplo sentido…
O amor e suas estranhas manifestações
de revolvidas entranhas
em mistificações…
Bons tempos,
o ar de perdido, abobalhado e surpreso,
malsucedido, indefeso…
E o eco das palavras perdidas
num intenso infinito,
fio desenrolado e o indefeso sentido…

[Adhemar - Ilhéus, 23-25/01/2008]

Um comentário:

Adh2bs disse...

Comentário por Ylago — sábado, 15 de novembro de 2008 (09:58:51)
Bah… bons tempos…
Belo poema Adhemar…
Tempos todos são bons… até mesmo aqueles tempos ruins…agora, o tempo nos ensinou que vivê-los, fora bom… uma eterno aprendizado.
Parabéns.

Comentário por Hellinho Ferreira — sábado, 15 de novembro de 2008 (11:56:06)
Saudações mestre!!!
Que esses bons tempos reinem pra sempre…
Que as coisas boas sejam mais fortes que as
ruins…
Abraçus amigo!!!

Comentário por Gaby — domingo, 16 de novembro de 2008 (14:09:58)
Tempos bons e otimo recorda-los
vem uma sensação boa dentro de nós
nos fortalece.
Adoro ler os seus textos, me
traz uma sensação de paz e liberdade de poder viajar pela
minha imaginação e muito bom….

Comentário por isa — segunda-feira, 17 de novembro de 2008 (09:23:45)
Espero que os tempos se apresentem sempre bons pra vc…
Bons tempos recordados, bons tempos vividos, bom tempo pra viver hoje, e sempre…
beijokas
Isa

Comentário por TATIANA REZENDE — segunda-feira, 17 de novembro de 2008 (23:06:28)
Podem até ter sido bons tempos, mas ainda prefiro o hoje…