Pesquisar este blog

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

EVOLUÇÃO E ALEGORIA

EVOLUÇÃO
Vai chegar o momento
em que, de tanto escrever,
vai ficar o cérebro inteiramente letrado,
sem espaço pra pensar;
os dedos tortos, dobrados,
a mente obcecada
e o horizonte lunar!
Vai chegar o momento
em que o sangue vai ser como tinta:
em impulsivos movimentos,
jorrará como o olhar.
Vai chegar o momento
de confundir homem e menestrel.
Os olhos serão a capa,
o peito será o texto
e a pele será o papel…

[Adhemar - S. Paulo, 12/09/2005]

ALEGORIA
Mais adiante, a vida - ou Deus - vai cobrar satisfações a respeito do que fizemos com nossos sentimentos, emoções, sonhos e desejos. Vai nos perguntar no que investimos tanta energia e nossos talentos. E a resposta terá de ser pronta, imediata e sincera.
Depois da resposta não sabemos se haverá tempo para alguma reflexão, para mudança de planos ou para a elaboração de outros projetos. Talvez sejamos convocados para uma missão inesperada e diferente. De repente, será necessário utilizar variações das habilidades que nem sabemos possuir, aplicar recursos de um repertório pouco usado mas presente.
Então, novas prestações de conta sobre o resultado das novas tarefas. Como um teste de merecimento e promoção. Daí, um novo caminho ou um breve retorno…

[Adhemar - S. Paulo, 13/09/2005]

Harmonia
Agradeço aos leitores e comentaristas deste espaço, pelo apoio e compreensão, especialmente sobre o "post" de ontem. [N.A.: Um passo para trás - 20/10/2008, repostado hoje (12/09/2014]
Adhemar, 21/10/2008.

Um comentário:

Adh2bs disse...

Comentário por caurosa — terça-feira, 21 de outubro de 2008 (18:09:01)
Meu caro Adhemar, eu penso que esta é a evolução desejada. Ela é a nossa realização interior e divina. A resposta está nas mensagens que deixamos através dos nossos escritos, sempre glorificando as suas criações.O criador está vendo e julgando. Paz e harmonia.
Forte abraço.
CAUROSA - caurosa.wordpress.com

Comentário por Paulo Batista — quarta-feira, 22 de outubro de 2008 (02:52:30)
Belíssimo post. Sobre a obsessão de escrever, sei muito bem o que signinifica isto, mesmo sendo um mero pensador que “joga” suas palavras mal escritas em um pedaço de papel ou em uma parte qualquer da internet.Isto me liberta e me faz viver.
E quando chegar a hora de acertarmos nossas contas, com certeza. Então viveremos intensamente até o ultimo momento.
“A vida não é medida pelo número de vezes que você respirou, mas pelos momentos em que você perdeu o fôlego… de tanto rir… de surpresa… de êxtase… de felicidade…”(autor desconhecido)
Um abraço amigo!!!!

Comentário por Gaby — quarta-feira, 22 de outubro de 2008 (11:58:20)
Primeiramente obrigado por visitar
me blog, seu comentario foi muito
legal.
Tem pessoas que a necessidade
de desabafar escrevendo parece
que somos um grupo delas.
E as vezes ajudamos as pessoas sem
saber e estranho não é fazer o bem sem a menos perceber istó é
espontaniedade e isto e realmente ser do bem.
Adorei seu blog….

Comentário por Gabriela — quarta-feira, 22 de outubro de 2008 (19:01:32)
lindo o poema evolução!!!
principalmente o final.
Esse é nosso objetivo, fazer do nosso peito (sentimentos) o texto, se não for assim, nem vale a pena escrever!!!
bjos

Comentário por Hellinho Ferreira — quinta-feira, 23 de outubro de 2008 (00:50:32)
Meu amigo…
Vc é um sabio… sem exagero.
Muito bom nessa rede de amigos virtuais, encontrar seu bolg e poder fazer tais leitura..,
Vlw

Comentário por Manhosa — quinta-feira, 23 de outubro de 2008 (10:55:04)
Tua evolução é crescente… a prova é… a carreira chefe… que escolheste… Engenharia… Armar… Construir… Edificar…
Nada poderia ser diferente em tua vida… risos…
O juntar letrinhas é um somatório… uma maneira de auxiliarmos nosso coração… pois… esta ebulição dos nossos sentimentos precisa de uma válvula…
E mais… um carinho constante aos amigos que acompanham esta vivencia…
És muito especial… TeGostoMuito…
Bjs.