Pesquisar este blog

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

GESTAÇÃO

O pensamento em revoada se recorda.
Um pássaro alado que desperta,
abre as asas, se sacode e seca
antes de emigrar.
O pensamento já voando, acorda.
Olha a terra tão menor e tão distante.
Avista lá de cima um ninho
e num instante dele faz-se visitante.
O pensamento, hesitante, acha um ovo.
É tão colorido e diferente do de um corvo…
Enche-se de ar e de otimismo em um sorvo:
quebra a casca que enxerga
e liberta um pensamento novo.

[Adhemar - Cuiabá, 22/07/1987]

Um comentário:

Adh2bs disse...

Comentário por Raissa — sexta-feira, 5 de setembro de 2008 (11:19:29)
Linda a poesia e a sensibilidade sua de enxergar pelos olhos dele…
Abraço.

Comentário por Alexandre Souza — sexta-feira, 5 de setembro de 2008 (19:17:30)
A cada gestação, uma nova surpresa!