sábado, 13 de setembro de 2014

IMPASSE ALTERNATIVO

Uma certa dureza se reflete nos atos, nos fatos.
Um estupor, um inconformado espanto
faz quase desistir da recém renovada fé, a pé,
aos trancos, aos cacos.
Na última hora,
um quase, uma frase e a troca.
A graça com a desgraça rindo,
enquanto puxamos carroça.
Palavras cruzadas no vento,
no alento, no avante.
E pragas e imprecações,
afagos, provocações.
Mais um capítulo encerra sem glória
a aventura,
levando ao céu ou à terra
a marca da desventura.
O medo, o pânico, a paúra;
o puro desespero se manifesta.
Na história, aos trancos, na rua,
nua e crua, contraditória.
Verdades e fatos mascaram
os planos otimistas e alvissareiros;
contrários, no entanto, à festa
e aos avisos dos conselheiros.
Se mortos fugimos da realidade
com alma amarga e depressiva,
saudemas com afinco e sinceridade
ao mundo da fantasia.
O mundo é como o vemos.
Tiremos as máscaras feias
que vemos nos noticiários e nos jornais.
Vejamos somente romance e sangue nas veias
para que vividas tristezas não voltem mais.

[Adhemar - São Paulo, 28/05/2005]

Um comentário:

Adh2bs disse...

Comment by Gaby — Tuesday, 18 de November de 2008 (14:02:52)
Olá obrigado pelo seu comentario no meu blog justificando quis dizer em meu Texto que independente de qualquer coisa temos que ter respeito uns pelos outro e no respeito onde se começa uma bela amizade ou então sentimento de odio.tambem acho que resolver as coisas na agressão não é o melhor!! fico muito feliz com seus comentarios no meu blog, sinto em você uma pessoa com muita sabedoria e tenho muito que aprender .... muito obrigado Gaby

Comment by Morenah — Tuesday, 18 de November de 2008 (16:31:02)
É vamos ver até onde vai essa alegria, rs Vc retrata mto bem td que se dispõe a escrever *=))

Comment by Tatiana Rezende — Thursday, 20 de November de 2008 (15:32:52)
É duro admitir, mas há dureza nos fatos...