Pesquisar este blog

terça-feira, 2 de setembro de 2014

LINHAS

Alinhamento alinhavado à esmo.
  Alinhado, ali lavado mesmo.
    Sobre o que o forte faz de certo,
      o bem ao fraco próximo por perto.
Esquadro e prumo apurados
  em quadro e rumo purificados.
    Sobre o que o fraco faz de errado
      que é chorar pelo forte tê-lo surrado.
Um contratempo contra o tempo contemplado,
  na posição de impedimento foi flagrado.
    Na fragrância da paixão enfraquecendo,
      no fragor da batalha se aquecendo.
Um acontecimento este esquecimento
  tão deliberado contra o sentimento.
    Sem consentimento vai incentivado
      pelo incerto aventureiro bem ousado.
E a túnica que usa vai rasgada
  sendo a única vestimenta comportada;
    não comporta laivos de vaidade
      nem goivos, nem gorjeios, nem realidade.
E, mesmo assim, vai caminhando à esmo
  na trilha peregrina dos purificados.
    As brigas, de lágrimas vão enfraquecendo
      o incerto aventureiro comportado.
Nem mentiroso, nem verdadeiro e nem realizado.
[Adhemar - Sto. André, 18/07/2005]

Nenhum comentário: