Pesquisar este blog

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

QUE SITUAÇÃO!

Na repetição cotidiana dos fatos,
nas janelas fechadas,
nos olhos abertos;
nas paisagens atrás dos retratos,
nas figuras bem cuidadas,
nas crenças e nos incertos…
Nos sons do dia desperto,
na balada dos aflitos,
no vale dos desesperados;
no que o errado tem de certo,
nas convergências e nos conflitos,
na imprudência e nos cuidados…
Na dor, no amor e desejos,
nos gritos, nos ritos e planos,
no trabalho e na vagabundagem;
nos tapas, afagos e beijos,
nas certezas e nos enganos,
no medo e na coragem…
No simples e no complicado,
na maldade e na benevolência,
na alma, no espírito e corpo;
no chão e no telhado,
na calma e na violência,
no vendaval ou no sopro:
Somos apenas humanos.
Somos apenas pessoas.
Somos apenas gente.
[Adhemar - São Paulo, 18/11/2005]
Situação…
Ao transcrever esses versos, resisti à tentação de acrescentar mais um, no final: "nem sempre"… Deixa pra lá…
Adhemar, 25/06/2008.

Nenhum comentário: