Pesquisar este blog

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

TEMPO!

O tempo passou.
E, de repente, o tempo passou.
Passou como passa o tempo,
ocupado passatempo
do que passa passando,
matando, esgotando o tempo.
Aí, chamei uns amigos.
Gente boa, atilada.
- Vamos estancar essa coisa,
essa máquina de fazer doidos,
trem expresso em ferrovia circular.
Ombro a ombro, demos os braços.
Rapaziada forte, aguerrida.
Subimos nos trilhos,
num ponto distante.
E ouvimos o barulho do tempo,
"passando".
Se aproximava rapidamente
mas, curiosamente, passou voando!
Decepcionados, nos entreolhamos.
Olhávamos para cima, que coisa!
Outra armadilha do tempo
contra quem tenta pará-lo.
E distraídos ficamos.
Mas o tempo não pára mesmo!
Vôou, pousou e, passando,
acabou nos atropelando...
[Adhemar - São Paulo, 18/01/2000]

Um comentário:

Adh2bs disse...

Comentário por Morena — sexta-feira, 3 de outubro de 2008 (14:27:54)
Oiiii
Vlw pela visita!!
É, eu ainda tinha esperanças com o tricolor…
Agora babou, rs
Bom fds p ti!!
Bjo