sexta-feira, 12 de setembro de 2014

UM PASSO PARA TRÁS

Retorno ao assunto que foi motivo do "post" de sexta-feira (17/10 - pirotecnia midiática), não sem um certo remorso. Explico: na radicalidade de uma postura inconformada com a situação que vivemos hoje, em sociedade, com a crescente falta de controle dos pais sobre seus filhos, acho que exagerei quando me referi - criticando acidamente - à familia atingida pelos tristes acontecimentos dos últimos dias na cidade de Santo André.
Frente ao desenlace com o falecimento da filha, Heloá, e a generosidade de seus pais doando seus órgãos no momento dessa dor inconsolável (e perpétua) que é a perda de um filho, me rendo ao fato de que a gente nunca sabe tudo analisando apenas um momento. Rezo a Deus para que os ampare e abençôe, dando a ela um lugar especial nessa outra dimensão iluminada pelas esperanças que eles estão multiplicando com seu gesto.
Adhemar - Santo André, 20/10/2008.
[N.A.: O referido post está republicado abaixo]

Um comentário:

Adh2bs disse...

Comentário por Morena — segunda-feira, 20 de outubro de 2008 (11:35:39)
Olá!
Muito bacana sua retratação… se as pessoas tivessem humildade para agir assim sempre que necessário o mundo seria muito melhor *=))
E o tricolor heim… a hora q eu penso q vai, pára! rs
Boa semana,
Bjoo

Comentário por Daisy — segunda-feira, 20 de outubro de 2008 (16:09:47)
Mesmo com um gesto belíssimo, ainda assim, imagino que os pais de hoje não conseguem avaliar que o mundo das relações mudou.
Abraço.
Daisy

Comentário por Manhosa — segunda-feira, 20 de outubro de 2008 (17:34:42)
Semre digo… não viemos a este mundo pela cor dos nossos olhos…
Algo semi traçado… coisas comprometidas… ajustes…
Bjs.

Comentário por Hellinho Ferreira — terça-feira, 21 de outubro de 2008 (01:44:35)
Eu te entendo amigo. Naquele momento de revolta, é tanta coisa que passa na cabeça da gente. Isso acontece…
Abraço e fik com Deus…

Comentário por Paulo Batista — terça-feira, 21 de outubro de 2008 (04:47:30)
Postei algo bem revoltando e compreendo totalmente tuas palvras. Mas temos que manter a esperança e a cabeça fria.
“Aprendi através da experiência amarga a suprema lição: controlar minha ira e torná-la como o calor que é convertido em energia. Nossa ira controlada pode ser convertida numa força capaz de mover o mundo.”
Mahatma Gandhi

Comentário por Nã — terça-feira, 21 de outubro de 2008 (09:13:20)
Vim aqui comentar o seu comentário, mas não consegui organizar as idéias e acabei postando alguma coisa lá no blog. Depois vc vê.
Realmente não devemos levar em conta apenas um lado das coisas, uma face da verdade. Mas na hora da indignação, sempre o lado mais torto chama a atenção. E parece que esquecemos todo o resto. Por isso te admiro ao reconhecer sua falha. Muitos a tem, mas poucos assumem. Bjo