Pesquisar este blog

sábado, 8 de novembro de 2014

CENTRO

Árvores na praça.
Roda girando no eixo.
A pena pulando,
a dor no peito.

A dor de saudade girando.
A pena da dó acontecendo.
O peito pulando,
a praça sem graça...

Grossas lágrimas escorrendo.
Braços cruzados,
vozes gritando
um Não às correntes.

Correntes nas árvores.
Elos grossos cruzando.
Vozes arrancando
alguns gritos descontentes.

Roda girando no eixo.
Abraço na praça.
No bravo peito,
forte esperança pirraça...


[Adhemar - São Paulo, 26/01/2012]

Nenhum comentário: