Pesquisar este blog

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

PARTÍCIPE

Portas que se abrem,
partes que se partem.
Mãos vazias - 
levantadas - 
um balanço que importa.

Mãos distantes,

lenços brancos que se agitam;
versos livres que acenam
despedidas imprevistas,
palpitações de adeus.

Ares que se navegam,

mãos que se importam,
chamadas atendidas,
flores que se abrem.

Portas que desabrocham,

mãos que sangram...


[Adhemar - Sobrevoando a Argentina, 02/01/2015]


Estátuas em Renca, Chile (foto: Adh2bs)

Videiras em Cucaraví, Chile (foto: Adh2bs)

Casas azuis em Casablanca, Chile (foto: Adh2bs)

Concha y Toro, vinhedo (foto: SM)

Concha y Toro, sede (foto: SM)

Nenhum comentário: