terça-feira, 31 de março de 2015

ATRÁS

Lembrei de um segredo
a tempos guardado
Você não tem  medo
eu me resguardo

O segredo nos salva
mas é um segredo
Eu vendo a alma
prefiro o degredo

Não conto, não falo
não dou, não entrego
Nem ao maior abalo
questionado, eu nego

Não vá perguntar
não queira saber
Não queira forçar:
meu segredo é você...


[Adhemar - São Paulo, 12/08/1987]

Nenhum comentário: