Pesquisar este blog

sexta-feira, 1 de maio de 2015

DEZ

Mãos doloridas
em breves espaços
um tanto perdidas,
sem laços...

Mãos estendidas,
apelos, abraços,
luvas coloridas, 
pedaços...

Mãos calejadas,
trabalhos esparsos,
vão bem marcadas
de traços...

Mãos espalmadas,
febris ou curadas,
vão agitadas
no aceno de adeus...


[Adhemar - São Paulo, 19/03/2015]

Nenhum comentário: