Pesquisar este blog

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

FRANQUIA

Franqueza quebrada,
certeza apoiada no muro.
A pedra no meio do nada,
a mentira dando duro.

Suportes perdidos,

apoios bem disfarçados.
Mobília confusa na sala,
verdade de olhos ardidos.

Pinturas desfalecidas,

água por todos os altos;
barcas balançando vidas,
virtudes nas pontas dos saltos.

Representações concedidas,

o mar represando ondas.
Marolas de nuvens malandras,
de lágrimas embebidas...


[Adhemar - Santo André, 26/09/2013]

Nenhum comentário: