Pesquisar este blog

sábado, 12 de dezembro de 2015

LAGAMAR

Águas navegadas,
Portugais.
Ondas ensimesmadas,
algas mais.
Praias onduladas,
oceanos colossais.
Brasis à vista,
outras plagas,
relações coloniais.

Ostras entusiasmadas,
colares cordiais.
Frutos do mar,
prendas lavadas...

Castelos medievais,
ocas, paliçadas...
Pontes levadiças,
passagens a vau.
Chamas em velas quebradiças,
luz de estrelas.
Velhas terras,
tardes mortiças,
terras desbravadas,
feitos imortais.
Vida renovada,
culturas ancestrais.

Ligações etéreas
ou eternas
Aprendiz de ofício,
mestres insuperáveis;
súditos tradicionais,
pupilos miseráveis...
Tanta história nas conquistas,
tanta galhardia
no povo do "terra à vista"!

[Adhemar - São Paulo, 17/09/2015]

Nenhum comentário: