Pesquisar este blog

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

ACHATAMENTO

Você disfarça, você confessa,
você conversa e não me convence.
Você tenta, você sustenta,
mas não concordo, 
por mais que eu pense.

Você cobiça, você atiça,
você provoca e me arranca os dentes.
Mesmo contente você não para,
você me deixa as mãos dormentes.

Você estranha; você arranha,
você tortura, você arranca
umas verdades que eu invento
pois do contrário você me espanca!

Você me espreme, você me assusta,
você é injusta mas não se importa.
Você me custa, me arrebenta,
me escangalha, você me entorta!

Você é uma sanguinária.
Você é uma tirana.
Você é insana, é fantasia.
Você me aprisiona e também liberta,
Você é sempre incerta, 
porque tu és a poesia!!!


[Adhemar - São Paulo, 10/01/2010]

Nenhum comentário: