Pesquisar este blog

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

"MULTIEXPLICAÇÃO"

Uma aposta arriscada,
uma farra,
uma festa de artista.
Uma fase acabada,
uma farsa,
uma falsa premissa.

Uma ideia arruinada,
uma forra,
uma forja, uma prensa.
Uma frase mal começada,
um forro,
um disfarce na lista.

Um diagnóstico errado,
uma força,
uma fonte desconhecida.
Um propósito firme,
um alforje,
uma face perdida.

Um exame consignado,
uma folga,
uma forte impressão de... surpresa.
Uma falsificação no fogo reproduzida,
uma fraqueza,
um final de linha "descozida"...*


[Adhemar - São Paulo, 10/01/2010]

(*) "Descozida", no sentido de "descozinhada" (palavras que não existem), não cozida, crua (?); e não descosida, descosturada. Aff! Nem perguntem...
Adh2bs

Um comentário:

João Menéres disse...

Pois à mesa é desejável que a comezinha chegue sempre saborosa...

Um abraço grato pela sua valiosa presença.