Pesquisar este blog

domingo, 13 de maio de 2018

POLIDEZ E BRILHO

Depois de algum tempo,
uma ocorrência.
Incidiu um pensamento,
eclodiu com violência.

O pensamento escorreu vermelho,
incontinência.
Cacos do mesmo espelho
quebrado na consciência.

Malfadado! Maldito! Pentelho!!!
Impertinência.
Ignorou o conselho,
ignorou a consciência.

Fato consumado,
impaciência.
O cérebro todo espalhado
vibrando na frequência...

Um fio de cabelo, um momento,
uma indecência.
Despenteado no vento
o rosto nu da inocência...


[Adhemar - São Paulo, 14/01/2010]

Nenhum comentário: